Sustentabilidade é preocupação social, econômica e ambiental

14/10/2020

Quando pensamos no meio ambiente, as primeiras imagens que nos vem a cabeça são árvores, rios, praias, oceanos, geleiras, vulcões, solos, minerais, animais e outros componentes na natureza. Mas e os seres humanos, as cidades, fazendas e indústrias? Isso também não faz parte do meio ambiente assim como todos os fatores naturais?

Estudos mais modernos a respeito do tema tratam o homem e tudo o que está ao seu redor como uma parte inseparável do meio ambiente. O ser humano é o fator que mais pode impactar e ser impactado pela natureza. É justamente nesta vertente de pensamento que surge o conceito de sustentabilidade.

Muito mais que apenas preservar espaços verdes, a sustentabilidade deve atender as demandas sociais e econômicas atuais, sem prejudicar as capacidades futuras dos recursos naturais.

Não é mais possível falar sobre o meio ambiente sem incluir temas como a pobreza, fome, saneamento, clima e poluição. Todos nós, todos os dias, nos relacionamos com o meio ambiente.

As maiores populações do planeta encontram-se nas grandes cidades. E nestes locais é onde ocorrem as maiores alterações na natureza. É justamente por isso que muitas cidades já estão pensando em soluções para a prevenção, remediação e controle dos impactos ambientais.

O maior desafio desta e das próximas gerações é desenvolver ideias, projetos e empresas capazes de gerar lucro e atender minimamente a comunidade global, não apenas preservando o meio ambiente mas também o recuperando.

No passado, a humanidade se preocupou muito com a economia e a sociedade sobrepôs esses fatores às necessidades ambientais. Hoje, felizmente, tratamos o conceito sócio-econômico-ambiental com uma coisa só.

Esta evolução se reflete em toda a sociedade. Muitas empresas já se preocupam em ter responsabilidade ambiental, divulgando suas boas ações, atraindo um público com consciência sustentável, educando seus colaboradores e, sobretudo, construindo um planeta melhor para nós e para as próximas gerações.

O Cemitério Vertical de Curitiba é um exemplo desta preocupação e o respeito pelas pessoas e pelo meio ambiente já é tradição. A empresa já compreendeu que gestão ambiental também é uma forma de marketing.